sexta-feira, 5 de março de 2010

Se entre em caracteres perdidos encontrar um alívio, exigido por memórias transgressoras de uma realidade criada, terei buscado substratos de palavras confusas, reveladoras de uma parcial ralidade. Não diferente de uma metaforfose empírica de um desejo dividido em estranhezas do irregular. Resta-me apenas confusões nascida em uma noite sóbria em rastros da memória, as quais geram deformações equilibradas, trasmitidas por percepções recuperadas a partir de uma tranquilidade fugaz.

Um comentário:

  1. Eu achei esse muito bom! :)
    Queria saber me expressar assim...

    ResponderExcluir